CISTO DE OVÁRIO

Os ovários são órgãos localizados ao lado do útero e são responsáveis pela produção de hormônios femininos e também pela ovulação que ocorre todo mês.

O cisto de ovário é uma doença comum, que pode acomenter a mulher durante toda a vida, mas principalmente durante a fase reprodutiva. Os principais sintomas que a mulher pode apresentar são dores na região pélvica, irregularidade menstrual, aumento do volume abdominal em casos de cistos grandes, ou pode não ter sintoma algum e ser apenas um achado de ultrassom.

Devemos sempre diferenciar o cisto normal (de ovulação) do cisto com características patológicas. O cisto de ovário é considerado anormal quando possui paredes espessadas, septações (traves) no seu interior, sangue (hemorrágico), ou um volume muito aumentado.



O tratamento do cisto de ovário pode ser clínico com o uso de anticoncepcionais e anti - inflamatórios para o alívio da dor, dependendo das características morfológicas do cisto e de seu tamanho.

De modo geral, a cirurgia está indicada em casos de cistos maiores que 6 cm de diâmetro, ou com características de teratoma (cisto com cabelos e secreção sebácea), ou sugestivos de endometriose, ou quando a dor é muito importante.


Uma vez indicada a cirurgia, devemos definir a via de acesso: laparotomia (corte de cesárea) ou laparoscopia. Atualmente, grande parte das cirurgias são realizadas por vídeo laparoscopia pois é uma cirurgia minimamente invasiva e com uma recuperação mais rápida do que a laparotomia.

O tempo de internação é de um dia e a paciente consegue voltar as suas atividades profissionais em até 14 dias.
 

Na cirurgia pode-se manter o ovário e retirar somente o cisto (ooforoplastia) ou retirar todo o ovário (ooforectomia).